Entrevistas – Desenvolvedor Java – Feedback #14

em

Esse é um dos temas que eu mais gosto e, nas equipes e empresas onde eu participo, procuro incentivar a existência de uma cultura de feedbacks, porque eu considero como algo de extrema importância para a evolução das pessoas e, consequentemente, dos negócios. Neste post irei descrever a motivação e as minhas respostas para as perguntas sobre o tema “Feedback”, mencionado no post #0 da série.

Motivação

A motivação para eu questionar as pessoas entrevistadas sobre feedback é entender os pontos de vista e experiência que elas tiveram, tentar reconhecer seus valores e identificar como elas podem contribuir para uma cultura de feedbacks.

Perguntas

  • O que você sabe sobre feedback?

Resposta: De forma resumida, entendo que feedback é um momento de rever situações que já ocorreram e alinhar expectativas para que, em casos futuros, a pessoa que está recebendo o feedback continue, comece e/ou pare de fazer determinadas ações.

  • Como você daria um feedback para o CEO da empresa? E para um aprendiz?

Resposta: O método que utilizo para dar feedbacks varia muito de acordo com a minha convivência com a pessoa e não com o cargo dela. Por exemplo, eu tenho contato diário com o CEO? E com o aprendiz? Quanto eu conheço do histórico da pessoa? Eu já trabalhei em empresas em que não tive a oportunidade sequer de conhecer o CEO e já tive experiências de desenvolver Programas e Projetos diretamente com o CEO da empresa, assim como eu tive a oportunidade de mentorar pessoas em cargos de aprendiz diretamente e também conversar e dar feedback para aprendizes que eu não tinha contato diário. Essas conexões no trabalho mudam tudo, pois eu acredito que devemos tratar pessoas diferentes de formas diferentes e isso só é possível se eu conhecê-las. Caso eu não tenha nenhum contato direto com a pessoa e só conheça o resultado do trabalho dela para dar um feedback, independente do cargo, só posso dar feedback sobre os fatos que eu conheço, tentar entender as motivações, o contexto e ai direcionar a pessoa sobre como as ações dela têm impacto positivo e/ou negativo.

  • O que não deveria acontecer em uma sessão de feedback?

Resposta: Ofensas. Na minha visão, um feedback tem que ser feito de forma construtiva, com o objetivo de contribuir para que a pessoa seja melhor a cada dia. Eu acredito que críticas só são críticas se forem construtivas, pois se forem destrutivas passam a ser ofensas.

  • O que é um bom feedback?

Resposta: Um bom feedback é aquele que contribui, de forma construtiva, para que a pessoa seja melhor a cada dia.

Outras perguntas podem surgir de acordo com as respostas dadas, tentando entender mais das experiências e valores da pessoa, questionando situações reais e saindo um pouco do nível de conhecimento teórico e atitude, partindo para questões comportamentais mais práticas.

Para saber mais

Gostou? Foi útil? Concorda ou discorda de algum ponto? Comenta ai e vamos aprender mais juntos.

Espero que te ajude 😉

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s